Os cães ladram, mas a caravana passa

Olá Finansfera!

Já comentei aqui que estou comprado em juros de médio e longo prazo através do Tesouro Direto (TD).

No circuit-braker de 18/05/17, dia que repercutiu os áudios entre Joesley Batista e Temer em tenebrosas transações, minha conta sofreu um tremendo baque.

Da minha parte nem me abalei, meu manejo de risco em TD é comprar com taxas boas, se elas não estiverem disponíveis compro Selic. Na verdade fiquei com uma pequena dor de corno, pois na terça-feira dia 16/05/17 estava discutindo com um amigo sobre a possibilidade de fazer realização parcial, mas pensava que já estava tudo precificado até dezembro de 2017, inclusive o fato de nosso presidente possuir moral duvidosa.

Pelo visto eu estava errado, porém não é a moral duvidosa do presidente que gerou aquele circuit-braker na Bovespa, mas o medo dos investidores dele não terminar o mandato. Como dizem os advogados Pecunia non olet(dinheiro não tem cheiro).

No fim o que importa é que temos uma equipe econômica está rezando a cartilha, e que agrada aos investidores, assim temos novamente um cenário bastante otimista.

O IPCA está caindo como faca, temos um alto prêmio na taxa básica de juros, a economia ainda não pegou no tranco. Parece que não há alternativa, senão fazer um novo corte profundo na Selic na próxima reunião do Copom em 25/07/2017. Estou esperando 0,75% de redução.

Como os títulos do TD são precificado à mercado podemos usar o mercado futuro de juro para fazer nossa análise (DI1F23).


Como vemos no gráfico o juro fechou a semana em 10,18% e nada parece abalar sua trajetória rumo à taxa básica de apenas um dígito.

Quanto à mim, sigo comprado em juros, e postergando a decisão de uma realização parcial.

Grande abraço, bons investimentos e até o próximo post!!!

Referências:
Para conhecer a estratégia de ganhos com a queda da Selic leia este artigo do Investidor de Risco.
http://investidorderisco.blogspot.com.br/2015/08/tesouro-direto-estrategias-de.html
http://investidorderisco.blogspot.com.br/2017/02/para-quem-conseguiu-comprar-tesouro.html

Pecunia non olet: Princípio jurídico aplicado no código tributário brasileiro que preconiza pouco importar a origem do dinheiro, o contribuinte deve pagar os impostos dos ganhos auferidos, mesmo que oriundo de atividades ilícitas.

Disclaimer: Não sou analista certificado. Todos os ativos apresentados nesse blog são apenas ilustrativos, não representando qualquer indicação (nem de compra, nem de venda, nem de manutenção).
Este blog serve apenas para fomentar discussões e trocar experiências.
Conheça bem o mercado que você investe, pois os resultados de suas operações são de sua inteira responsabilidade.



Comentários

  1. Fala Janota! Primeira vez no seu blog... Bem vindo a blogosfera!!! E valeu pela citação. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Janota,

    Não fique focado em certas oportunidades assim. Eu também ia vender meus TD mas isso não pode ser o foco e ver a carteira oscilar só deixa a gente mais desesperado.

    Minha estratégia é focar nos aportes e onde coloca-los. Quando tenho uma ação e ela cai, eu nem me estresso, dou uma olhada no balanço e se ainda estiver bom eu fico com ela e se tiver um aporte a fazer, compro até mais.

    TD eu só compro acima de 6,2 justamente para o caso de conseguir surfar nele mas se não conseguir, vou mantendo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Você está certíssimo BPM! Os aportes farão muito mais diferença que os trades.
    Obrigado!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Regra dos 50% ou o segredo da felicidade nos investimentos

Medidor de Independência Financeira