4 passos fundamentais antes de definir suas metas

Olá Galera da Finansfera!

Quando se trata das coisas do coração é possível se inspirar em Clarice Linspector e exclamar: Perder-se também é caminho! Porém este não é exatamente um bom conselho para as questões financeiras.

Definir metas é o primeiro e mais importante passo para alcança-las. Muitas corporações perdem competitividade ou rentabilidade por excesso de diversificação, ou mesmo concentração de seguimentos de mercado. Algumas horizontalizam demais o negócio, outras de menos.




Eu recomendo começar com um exercício de auto avaliação, passando pelos seguintes passos:

1. É necessário primeiro saber onde quer chegar. O ponto de partida na definição de metas, na verdade já é a própria chegada. Aqui você define “o que” e como nosso assunto é financeiro, entra também o “quanto”.
2. A partir deste ponto, a chegada, é preciso desenhar em quanto tempo você quer alcançar este objetivo. Aqui está o “quando”.
3. É preciso, a partir do estado atual, imaginar o melhor caminho que para alcançar o objetivo. Esse é o “como” da sua meta.
4. Com este caminho delineado, falta verificar cada uma das ameaças e oportunidades que podem aparecer pelo caminho. Trata-se da sua análise de riscos.
Vamos ver o resultado do exercício em três exemplos:


Observe que esse resultado já é quase a sua meta! Só falta agora materializar essa informação num método de acompanhamento e controle que seja eficaz pra você, como um boa e velha planilha excel e mãos à obra!





E se por um acaso você não se lembrar deste passo a passo que descrevi aqui, lembre-se do gato risonho que encontrou com Alice (no país das maravilhas) numa encruzilhada.

- O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?
- Isso depende muito de para onde você quer ir, respondeu o Gato.
- Não me importo muito para onde, retrucou Alice.
- Então não importa o caminho que você escolha”, disse o Gato.
- Contanto que dê em algum lugar, Alice completou.
- Oh, você pode ter certeza que vai chegar se você caminhar bastante, disse o Gato.


Grande abraço, bons investimentos e até o próximo Post!!

Disclaimer: Não sou analista certificado. Todos os ativos apresentados nesse blog são apenas ilustrativos, não representando qualquer indicação (nem de compra, nem de venda, nem de manutenção).
Este blog serve apenas para fomentar discussões e trocar experiências.
Conheça bem o mercado que você investe, pois os resultados de suas operações são de sua inteira responsabilidade.

Comentários

  1. Olá JI,

    Acho essencial definir metas. Essa tabela que você usou é a análise de SWOT?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cowboy,
      Análise de swot é mais elaborado que isso.
      Se for para classifica chamaria a última coluna de APR (análise preliminar de risco).
      As outras colunas são simplificações de técnicas de plano de ação. A completa seria 5W2H (What, who, when, where, why, how, how much)
      Abraço!

      Excluir
  2. Rapaz, uma tabela no Excel é sempre bom pra fazer planejamentos.

    E essa do gato aí é bem interessante.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá DP
      Eu tinha um chefe que repetia exaustivamente isso: “para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve”.
      Adotei o mantra dele!
      Mais tarde vim saber que era desse diálogo!
      Abraço!

      Excluir
  3. Gostei dos passos são bem práticos e simples para as metas

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Ótima postagem, gostei da planilha de análise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carinha,
      Vi que vc não estava no blogroll. Já te adicionei!
      Abraço!

      Excluir
  5. Janota,

    Como a intenção é sempre acrescentar conhecimento e conteúdo àqueles que querem melhorar os investimentos e atingir a IF, gostaria de dizer que o apresentado por você pode ser melhorado traçando metas temporais.

    Fica difícil traçar metas pra longo prazo colocando variáveis de curto prazo. Minha sugestão é traçar metas e tarefas anuais em busca de um objetivo maior no futuro, neste caso devemos ter o objetivo final que é a IF, daí dividir os passos para atingir-la e depois traçar metas e tarefas mais curtas (anuais) e a cada ano que passar fazer um balanço para saber se atingiu ou não as metas.

    Por exemplo: Meta - juntar 20k no ano de 2018 - Tarefas - Diminuir a mensalidade da tv a cabo; terminar de ler o livro do Buffet, rentabilizar o blog escrevendo 3 posts por semana e você ainda pode colocar indicadores para saber como foi a execução de tudo.

    Claro que fica muito teórico e intelectual demais, uma planilha no excel com algumas tarefas já bastam mas se quiser levar para um lado mais científico, esse é um bom caminho.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BPM!

      Toda contribuição é bem vinda!

      O objetivo do post foi mostrar a importância de ter metas e de como é fácil começar!

      No caso da IF, podemos utilizar a coluna "como" para fazer o processo de desdobramento de metas, gerando metas menores de curto prazo como você exemplificou.

      Alguns "como" são mais complexos que outros. Os mais complexos são comumente chamados de Iniciativas e podem possuir um acompanhamento/plano de ação totalmente independente do resto. No meu caso tenho um exemplo para este ano que é comprar um imóvel para gerar renda passiva utilizando o dinheiro do FGTS.

      E podemos ir profissionalizando nosso planejamento cada vez mais!

      grande abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Calculando Impostos de investimentos no exterior: passo a passo

Conta BB America - taxas ocultas