Experimento: aluguel das ações da carteira Buy and Hold


Fala galera da Finansfera!!

No post passado eu falei sobre uma estratégia de gerar renda com lançamento de opções de compra (Call), que pode ser interessante, quando feito com uma pequena exposição da carteira e com strike acima do preço médio, evitando a possibilidade de realização de prejuízos dentro dessa estratégia.

Mas existe outra opção de geração de renda com muito menos trabalho! É óbvio que os lucros serão menores e o post também. 😃

Estou falando do aluguel de ações! O sistema é conhecido como BTC que significa Banco de Títulos da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia.


Já utilizei muito esses aluguéis na venda descoberta, operações também chamadas short. Operação emocionante, arriscada e com possibilidade de perda infinita, contra um ganho limitado. Para baixo o pior que acontece é o ativo valer R$0,00. Já pra cima a coisa é diferente. Mais uma vez os gurus de plantão ensinando as sardinhas à alimentar tubarões!

Quem possui posições em ativos está sempre pensando em monetização dos lucros, sem necessariamente vender os ativos. E o aluguel é uma das melhores e seguras formas de fazê-lo.

Como funciona

Estou comprado em ações da minha carteira de dividendos, trabalhando o preço médio sem a menor intenção de vender esses ativos.

Entro na página da corretora no campo aluguel de ativos, operação de doação.

Se sua corretora não oferecer essa operação on-line você terá que entrar em contato com o atendimento.

Apesar desse nome definitivo "doação", não há nenhuma espécie de alienação. Só estou emprestando minhas posições e serei compensado com uma taxa a combinar.

Os tomadores de aluguel pretendem ganhar dinheiro vendendo o ativo alugado na expectativa que ele caia. O tempo corre contra quem está nessa operação, pois apesar de o aluguel poder ser revertido a qualquer momento, a reversão pode significar a realização de prejuízo.

Além disso todos os dividendos, juros sobre capital próprio e bonificações que ocorrerem durante a vigência do aluguel deverão ser ressarcidos ao doador pelo tomador.

Pode-se consultar as taxas praticadas no mercado através do link da Bovespa abaixo.


fig. 1 - aparência do site bovespa com taxas disponíveis

Considero a faixa da taxa de aluguel de 2,5 a 3,5 % ao ano como adequada para esse mercado.

Quanto menor a liquidez das ações maiores as taxas obtidas.

O sistema promove uma espécie de leilão e quem oferece a menor taxa aluga antes.

Atento aos sinais

Os sinais de reversão baixistas aumentaram a procura por aluguéis e você poderá obter melhores taxas nestas datas. Lembrando que essa é uma estratégia baixista. Em cenários altistas pouca gente se interessará em alugar ativos para vendê-los.

No meu caso, apenas coloco o ativo à disposição com a taxa dentro da faixa de 2,5 a 3,5%. Se alugar bem, senão, não tem problema.

Em agosto coloquei todas minhas ações da carteira buy and hold para alugar, tinha algumas da Ambev que já estavam alugadas. Para minha alegria apareceram muitos interessados! E olha que o mercado está altista!

fig. 2 - situação dos meus ativos alugados

Como podem ver na figura 2 existe a cobrança de imposto de renda na operação, que é recolhido na fonte. Só recebemos o valor do aluguel e recolhemos o imposto quando a operação é revertida.

Risco do Aluguel como Doador

Existe o risco de liquidez, que seria uma dificuldade de reverter o contrato, de forma que as ações caiam abaixo de preços que você possa suportar como perda.

Tempo

Time is on my side, é uma música dos Rolling Stones que foi trilha sonora de um filme de suspense que gostei muito. O filme chama “Possuídos” e tem Denzel Washington como ator principal.

Nesse filme o capiroto, também conhecido como coisa ruim, se apresenta como Azazel. Nesta história Azazel possuía e destruía a vida das pessoas. E o capiroto quando estava em possessão gostava de cantar esta música dos Rolling Stones.

É de uma crueldade sem tamanho, pois o capiroto é eterno e o humano em sua finitude, na sua certeza de mortalidade, tem muita urgência! O capiroto não tem pressa, o tempo conspira para que seus planos funcionem.

É claro que dá para ganhar dinheiro com aluguel de ativos e venda descoberta (Short)! Mas o tempo está do lado do buy and hold, já que o trader vai buscar o momento (timing de mercado).

Conclusão

O Aluguel de ações é uma forma fácil e de baixo risco de gerar renda extra com seus ativos!

Grande abraço, bons investimentos e até o próximo post!!!

PS.: Falando em renda extra fui aceito pelo Adsense! 😜

Disclaimer: Não sou analista certificado. Todos os ativos apresentados nesse blog são apenas ilustrativos, não representando qualquer indicação (nem de compra, nem de venda, nem de manutenção).
Este blog serve apenas para fomentar discussões e trocar experiências.
Conheça bem o mercado que você investe, pois os resultados de suas operações são de sua inteira responsabilidade.

Comentários

  1. Fala Janota!
    Comecei a disponibilizar minhas ações para aluguel recentemente. No primeiro mês foi aproximadamente R$50 de ganho. Estava perdendo 50tinha por mês por não disponibilizar minhas ações para aluguel.
    É pouco, mas de pouco em pouco chegamos lá, certo?

    Pela Easynvest é bem simples. Eles permitem cadastrar as ações em um sistema de aluguel automatico.

    ResponderExcluir
  2. Olá Finanças Cotidianas!
    São essas pequenas atitudes que irão potencializar os ganhos lá na frente!
    Obrigado pela visita!
    Estou te adicionando no blogroll!

    grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Para quem pretende manter as ações por muitos anos, é uma maneira de ter uma remuneração extra o aluguel de ações, e assim com o dinheiro comprar mais ações

    Embora a remuneração não seja alta, sempre é um ganho extra
    ´

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela visita DIL,
    Nunca tinha utilizado esse contrato como doador, sempre como tomador.
    Não há nenhuma dificuldade, em qualquer uma das pontas.
    Com a mentalidade de B&H a gente dorme mais tranquilo com esses contratos!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Janota,

    Eu sempre fico procrastinando o aluguel de ações. Legal o post. Me incentivou a olhar pra deixar em aluguel algumas ações, como o Finanças Cotidianas falou aí em cima, 50 por mês já dá 600 por ano.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BPM,

      Também ficava achando que era bobagem, mas essa é a ideia de por o dinheiro para trabalhar!
      Grande abraço!

      Excluir
  6. Tenho uma dúvida. Quando vc fala q os dividendos ficam presos vc quer dizer q somente serão creditados na minha conta quando acabar o contrato do aluguel?
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcos,

      Neste caso é imediato. Aconteceu com minhas ABEV.
      Abraço.

      Excluir
  7. Outra dúvida. E se o tomador não tiver grana pra pagar? Supondo que alguem alugue ações da ABEV3 esperando que caia. Daí sobe bastante e a pessoa não tem grana pra comprar e me devolver no final do contrato. Como fica nesse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O contrato só pode ser aberto mediante garantia.
      CDB, Tesouro Direto ou ações de outras empresas que o tomador possua em custódia.
      É obrigatório a garantia para abertura do contrato.
      A responsabilidade é da corretora e ela pode desfazer o contrato compulsoriamente se os riscos do tomador estiverem muito alto.
      Eu não conheço nenhum caso para aluguel, mas para opções de venda (put) conheço alguns casos de reversão compulsória da operação por aumento do risco.
      Abraço.

      Excluir
  8. Geralmente eu coloco minhas ações para alugar. Nunca tomei aluguel para operar vendido. Mas estou sempre disponibilizando minhas ações para aluguel. Isto já me rendeu mais de 3000 reais nos ultimos anos.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário UO!

      Passei a colocar tudo pra alugar estipulei 3% de taxa anual. Acho que é uma excelente forma de renda passiva!
      Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Regra dos 50% ou o segredo da felicidade nos investimentos

Medidor de Independência Financeira